domingo, 28 de fevereiro de 2010

The King of Tautology



But in the philosophic tabula rasa of art, “if someone calls it art,” as Don Judd has said, “it’s art.” (…) All art (after Duchamp) is conceptual (in nature) because art only exists conceptually. (…) Works of art are analytic propositions. That is, if viewed within their context – as art – they provide no information whatsoever about any matter of fact. A work of art is a tautology in that it is a presentation of the artist’s intention, that is, he is saying that that particular work of art is art, which means, is a definition of art. Thus, that it is art is true a priori. (…) Art indeed exists for its own sake. Art’s only claim is for art. Art is the definition of art.


Joseph Kosuth in "Art After Philosophy"

sábado, 27 de fevereiro de 2010

PROCESSO CRIATIVO

.
.
.



Le jour du spectacle arriva. Je pouvais prévoir tout ce qui allait se passer. J'étais dans l'indifférence la plus complète jusqu'au moment où j'entrai dans ma loge; alors mon cœur se mit à battre.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

NEW of the day #2

VIVA O NOVO!
NOVOS passos exigem de nós coragem.
Mas, queiram ou não, o NOVO sempre vem.
E quando o NOVO vence, a máquina do mundo gira melhor.
Porque o NOVO desafia.
E, para nossa felicidade, o NOVO sempre vence.
O NOVO nos torna pessoas melhores porque nos torna NOVAS pessoas.
NOVAS crianças surgem para nos dar as mãos.
NOVOS projectos deixam a tristeza numa agenda que não se abre mais.
O NOVO é lindo. Assim como os sonhos, o NOVO não envelhece.
O NOVO é belo, porque nos muda. O NOVO nos leva a NOVAS estações.
O NOVO incomoda.
Porquê?
VIVA O NOVO!

quote from HERE

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

NEW of the day #1




“As possibilidades criativas do que é novo são, na maioria das vezes, descobertas lentamente, através de formas antigas, instrumentos antigos, domínios de concepção, que através do aparecimento do novo já estão, de facto, liquidados, mas que, sob a pressão do novo que está em preparação, se deixam arrastar por um desabrochar eufórico (…)”

Laszlo Moholy-Nagy, via Walter Benjamin em Pequena História da Fotografia

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

domingo, 7 de fevereiro de 2010

a NEW beginning

.
.
.
Começo por deixar aqui escrito (e porque o video-blog ainda não está pronto...), que só aceitei colaborar com o José Nunes e a Cátia Pinheiro nesta nova criação que se chama "Nova Criação" porque considero ser muito mais fácil fazer uma 'nova criação' do que uma 'criação nova'. E eu gosto do "fácil", porque sou uma pessoa fácil. A minha religião manda-me ser preguiçoso.

É esta a primeira rogerisse.


Até já,
RNC